O segredo para a baliza perfeita

A baliza é um dos maiores medos de alguns motoristas. Pela sua suposta complexidade motoristas optam por evitar essa manobra, devido ao receio de errar ou de “agarrar o trânsito”. E este fato torna-se ainda mais assustador: pesquisas mostram que até 95% dos motoristas evitam fazer a baliza caso esta não seja extremamente necessária.

medo-de-dirigir

Temos aqui uma coletânea de dicas para você realizar sua baliza perfeita, seja na porta de casa, no trabalho ou chegando ao barzinho. Afinal de contas, não queremos que seu carro termine assim…

idosacarro

O passo-a-passo (para baliza do lado direito da via):

  1. Analise se há espaço suficiente para acomodar seu carro.
  2. Verifique se a via está livre pelos retrovisores e só proceda em segurança.
  3. Pare seu carro alinhado ao veículo da frente, com uma distância de aproximadamente um braço (cerca de 1m).
  4. Vire o volante completamente para a direita e prossiga lentamente em marcha-a-ré.
  5. Quando o carro estiver entrando na vaga, desvire um pouco o volante e o deixe reto.
  6. Assim que você conseguir enxergar o farol direito do carro de trás, vire o volante completamente para a esquerda e tente alinhar o carro com o meio-fio.
  7. Faça pequenos deslocamentos, sempre alerta aos retrovisores, afim de alinhar o carro completamente. Este é um passo muito importante, pois acidentes podem ocorrer caso alguma parte do seu veículo fique de fora da vaga.

Moleza? Para enfatizar os passos, dê uma olhada nas instruções abaixo.

baliza

 

Ah! Não deixe de agradecer a quem esperou você completar a sua manobra. Lembre-se: gentileza gera gentileza e centro automotivo é Check Car. Nos vemos pelas ruas!

8 dicas para você viajar tranquilo neste fim de ano

1. Elimine distrações

Ajustar o volume ou buscar uma música no rádio demora cerca de 5.5 segundos — em que suas mãos poderiam estar no volante e olhos na estrada. Falar ao telefone triplica o risco de acidentes. Tentar alcançar um objeto em movimento aumenta em nove vezes o risco de acidentes. O pior caso é responder mensagens no celular, que aumenta em 23 vezes a chance de acidentes. Portanto, deixe de lado a tentação de fazer tudo, e deixe o celular guardado no porta-luvas. Se for necessário, pare o veículo e faça o que tenha que fazer.

no-cell

2. Abaixe o assento

Motoristas com bancos elevados sentem que estão dirigindo mais vagarosamente. Isto ocorre bastante em motoristas de utilitários, por serem carros mais altos. Ajuste seus assentos para uma posição mais baixa e tenha uma noção mais real da velocidade que você anda.

3. Faróis acesos

Segundo um estudo publicado em 1994, motoristas que dirigem com faróis acesos têm 11% menos chances de se envolver em acidentes por aumentar sua visibilidade para outros motoristas. Siga o exemplo dos motoboys e ônibus e acenda os faróis.

 

 

4. Dá um tempinho, vai!

Quando estiver parado em semáforos, deixe o carro em ponto morto. Isto não desgasta a transmissão e deixa as coisas um pouco mais tranquilas para o motor. Este hábito reduz também o esforço do sistema de refrigeração e reduz ligeiramente o consumo.

5. A bateria “foi pro saco”?

Se os terminais da sua bateria estiverem corroídos, despeje um pouco de Coca Cola neles. O ácido do refrigerante desgasta a corrosão e aumenta a chance da chupeta funcionar. Depois tome os cuidados: ao chegar em casa, lave a bateria com água e seque com uma flanela limpa. E para evitar que uma situação dessas aconteça, por que não aproveitar para fazer uma revisão conosco.

battery

 

6. Pare pra descansar

Em viagens grandes, pare ao menos por dez minutos a cada duas horas. Os movimentos feitos durante a condução do veículo podem levar a desgastes do nervo ciático e dor crônica. Além disso, essas pequenas pausas tiram seu estresse da estrada e faz com que a viagem que muito mais tranquila.

7. Evite a sonolência

Peça ao seu co-piloto para jogar um jogo de perguntas e respostas. Um estudo conduzido por uma universidade israelista mostrou que jogos deste gênero deixam o condutor mais alerta, diferente de músicas. Na falta de criatividade, perguntas de palavras cruzadas têm o mesmo efeito.

 

8. ‘Marche’ direito

Dirigir em ponto morto pode parecer uma ótima opção para reduzir o consumo de gasolina. A verdade é que esta redução é muito pequena e esta forma de condução aumenta o desgaste dos freios. Já a troca constante de marchas causa desgaste da transmissão e embreagem. Portanto, conduza com a marcha certa, faça trocas de marchas inteligentes e ponto morto somente na ausência de movimento.

cambio

E por fim… não beba e dirija! Isso vai garantir um fim de ano mais alegre e seguro para todos. Boas festas!

Rock e Samba de Garagem na Check Car

Este fim de semana promete muita diversão com a segunda edição do Rock de Garagem e a primeira edição do Samba de Garagem na Check Car. Nossa primeira edição foi um sucesso e desta vez queremos proporcionar ainda mais diversão para nossos convidados, apresentando shows com It’s Only Rolling Stones, na sexta-feira, e Quinteto Samba Pop com Dudu Gonçalves no sábado.

61621d8b-6e89-4b9e-8411-ad2fa71e77b7 5110951b-11dc-48fb-8f93-546f67b07c14

Siga-nos no Facebook para se manter atualizado sobre nossos eventos.

Aguardamos você aqui!

Rock de Garagem com Nabor Antunes

IMG-20151119-WA0012

14 Orientações Para Melhorar Seu Consumo De Combustível

1. Evite trafegar em altas velocidades

Devagar: quanto maior a velocidade, mais você exige do motor para vencer a resistência ao atrito, aumentando o consumo de combustível devido a necessidade de acelerar mais o veículo.

2. Faça acelerações suaves e progressivas

As acelerações devem estabelecer uma condição favorável à progressão do movimento até atingir a velocidade desejada, sem forçar o motor. Acelere suavemente, aumentando progressivamente de acordo com o aumento da velocidade do veículo.

3. Cuidado com a qualidade do combustível

A escolha do posto de gasolina deve levar em conta vários fatores. Não podemos avaliar com certeza se o combustível é de boa qualidade ou não, porém alguns itens podem ser observados para minimizar o risco, como por exemplo:

  • Posto de gasolina subordinado à alguma marca (uma bandeira);
  • Condições gerais dos equipamentos;
  • Filtro da bomba limpo;
  • Higiene pessoal do frentista;
  • Cuidados no abastecimento.
  • Cuidado do frentista quanto à sua proteção individual;
  • Cuidados com vapores eliminados no abastecimento;
  • Abastecimento até o disparo do dispositivo do bico;

Vale a dica, caso seu percurso diário seja curto, não é necessário rodar com o tanque cheio. Abastecendo cerca de meio tanque, você reduz peso e consequentemente, melhora o consumo do veículo.

4. Controle o consumo

Mantenha um registro de quilometragem percorrida e de combustível que você coloca (incluindo frações). Coloque os dados em uma planilha simples. Isto manterá você atento, caso contrário, você nunca saberá com clareza se você está economizando combustível.

Caso seu veículo não possua computador de bordo, a cada percurso percorrido (estrada ou cidade), abasteça e veja o hodômetro parcial. Após concluir seu percurso, anote a quilometragem rodada e anote a quantidade de litros de combustível colocado no reabastecimento. Divida a quilometragem percorrida pelos litros abastecidos e isso lhe dará o consumo do seu veículo (km/l).

Caso seu veículo possua computador de bordo, recomenda-se após todo abastecimento e/ou distância percorrida, reinicializar (zerar) o computador de bordo (hodômetro e consumo) afim de se obter a real média de consumo/ Para tal, verificar instruções no seu manual do proprietário.

5. Evite cargas inúteis no veículo

Lembre-se que objetos deixados no veículo contribuem para aumentar o peso que será transportado. Este peso vai ser acelerado e freado junto com o veículo, o que causa o aumento do consumo de combustível e podem provocar ferimentos dos ocupantes em caso de qualquer pequeno acidente. Descarregue todos os objetos desnecessários de seu veículo e economize!

6. Planeje o roteiro de seu deslocamento

Evite deslocamentos desnecessários: uma boa viagem é também aquela que acontece na menor distância.  Utilize o sistema de navegação global (GPS) para indicar o melhor caminho e use as informações das diversas rádios e aplicativos de celular sobre as condições de trânsito. Sempre que possível, evite ficar parado ou percorrer caminhos mais longos.

7. Sempre que possível use o piloto automático

O piloto automático mantém a velocidade controlada e evita acelerações desnecessárias que aumentam o consumo de combustível, principalmente em regiões planas.

8. Evite frear em excesso

Evite frear e acelerar desnecessariamente. O carro sempre consumirá mais combustível para retomar a velocidade. Tente sempre manter uma velocidade constante.

9. Verifique o estado dos pneus e controle a pressão

Calibre seus pneus de acordo com as especificações do manual do proprietário. Pneus descalibrados afetam o consumo de combustível. É recomendado verificar a pressão dos pneus semanalmente, inclusive o estepe. Pneus calibrados e rodas corretamente alinhadas também ajudarão você a evitar o desgaste desigual dos pneus. Os postos de combustível possuem compressores automáticos que param a um valor predeterminado. Por segurança, antes de calibrar, certifique-se que a pressão está correta e ajuste conforme sua necessidade. É recomendável calibrar os pneus quando estiverem frios.

10. Faça a manutenção adequada no veículo

Realize sempre o Serviço de Manutenção recomendado no manual do proprietário. Uma manutenção apropriada irá contribuir para manter o bom funcionamento do veículo.

Alguns elementos que protegem os sistemas do veículo tal como o filtro de ar, de óleo, e de combustível devem ser trocados conforme recomendado no manual.

Motores com tecnologia avançada também exigem maior cuidado na sua manutenção. O mal funcionamento das velas e sensores, ou até mesmo pequenos vazamentos de óleo ou água irão impactar no desempenho do motor, causando baixa performance e consumo de combustível anormal.

Verifique também no Manual do Proprietário se você se enquadra nas “Condições Severas de Uso”.

11. Evite deixar o motor funcionando com o veículo parado

É recomendado aquecer o motor dirigindo devagar. Com essa atitude, o consumo de combustível será menor comparado ao aquecimento do motor com o carro parado (ponto morto).

12. Mantenha uma distância segura do veículo a frente

Mantenha uma distância segura do carro a frente. Caso contrário, você freará e acelerará mais do que o necessário e ainda estará correndo risco de colisão. Você continuará seguindo na mesma velocidade que o carro da frente mesmo se você estiver 30 metros atrás. Isto também lhe dará espaço e tempo para não ter de freiar o veículo quando estiver chegando no sinal (ou farol) que acaba de abrir. Assim, a velocidade do veículo não será reduzida, você terá de acelerar menos e com isso otimizará o consumo de combustível.

13. Mantenha as características originais do veículo

A mesma preocupação de se manter o desempenho do veículo vale para outras alterações, principalmente as alterações mecânicas que vão interferir diretamente no consumo de combustível, além de prejudicar a segurança e conforto dos passageiros, tais como: suspensão rebaixada, rodas com diâmetros diferentes do original e pneus mais largos.

14. Use as marchas adequadas

Faça as trocas de marchas de acordo com o recomendado no Manual do Proprietário. A utilização adequada evita uma aceleração desnecessária, contribuindo para evitar o aumento do consumo de combustível. Quando a troca de marchas é executada com o motor em alto giro, o consumo médio aumenta.

Nova solução para coleta de óleo vegetal

Recoleo

Sustentabilidade É Nosso Sobrenome

Sustentabilidade é nosso sobrenome.

Veja abaixo a reportagem do Hoje em Dia, onde Frederico Carvalho, proprietário da Check Car, fala sobre o investimento em uma Estaçao de Tratamento de Água e seu impacto na economia e na sociedade.

Matéria Hoje em Dia_1

 

Se interessou? Você pode saber mais sobre as ações ambientais da Check Car clicando aqui.

Minasparts aposta em revitalização do setor de autopeças em Belo Horizonte

Evento promete estimular os negócios e promover o intercâmbio tecnológico no espaço privilegiado do Expominas

Salão de abertura da feira Minasparts, em 2013: Minas Gerais é o terceiro polo fabril e o segundo maior polo automotivo do país.

Em sua terceira edição, a Feira da Indústria de Autopeças e Reparação Automotiva (Minasparts) aposta nos indicadores de revitalização do setor no segundo semestre do ano para promover a celebração de negócios e o intercâmbio tecnológico no espaço privilegiado do Expominas, em Belo Horizonte.

Apesar da crise, o Sindipeças – entidade que reúne 500 empresas no país – prevê uma lenta recuperação na segunda metade do ano e o retorno dos investimentos a partir de 2016, com faturamento estimado de 4%. O indicador positivo seria um efeito do Inovar-Auto, que estimula a produção local de autopeças, e também ao câmbio, atualmente desfavorável à importação.

Em 2014, a indústria de peças automotivas investiu US$ 1,38 bilhão frente a US$ 1,93 bilhão em 2013. A previsão do Sindipeças é que esse montante volte a crescer e atinja um patamar significativo a partir do fim deste ano.

De acordo com Cassio Dresch, diretor comercial da Diretriz, empresa que organiza a Minasparts, a feira é uma exigência do mercado que necessita do estímulo constante de novos negócios e da ampliação do leque de intercâmbio industrial e tecnológico.

“A taxa de crescimento expressiva de Minas Gerais posicionou o estado como a segunda economia nacional, refletindo também o singular crescimento do setor industrial da região. A Minasparts se encaixa nesse segmento porque consegue reunir, no espaço privilegiado da feira técnica, vendedores e compradores interessados em fazer negócios”, afirma.

O modelo da Minasparts é o mesmo da Autopar – evento de fornecedores da indústria automotiva, realizado no Paraná, que, no curto espaço de seis anos, tornou-se o segundo mais importante do país no setor – captando no mercado os destaques da indústria de pequeno, médio ou grande porte, e tornando-os âncoras e formadores de opinião do evento.

O cenário industrial de Minas Gerais também colabora com o otimismo dos organizadores e expositores da Minasparts. Terceiro maior parque fabril e segundo maior polo automotivo do país, Minas Gerais tornou-se, nas últimas décadas, o objeto de desejo de fabricantes de autopeças e acessórios, atraindo indústrias de ponta e fortalecendo o parque fabril mineiro. Minas tem acesso, ainda a uma zona de consumo que corresponde a 78% do mercado nacional. Entre as montadoras instaladas no parque industrial do estado estão a italiana Fiat, responsável por sedimentar o setor de autopeças no estado e por constituir uma eficiente rede de lojas e distribuidoras.

Entre os expositores da Minasparts, estão a Rede Âncora, associação paulista que reúne mais de 700 lojas de autopeças e cujo trabalho pioneiro prioriza o treinamento, a capacitação profissional e a informatização do setor automotivo, além de investir em marcas próprias.

A Minasparts será realizada de 19 a 22 de agosto no Expominas, em Belo Horizonte. A expectativa dos organizadores é reunir mais de 150 marcas expositoras para um público qualificado de 15 mil visitantes nos quatro dias do evento. O evento é técnico e restrito a credenciados. Proibida a entrada de menores de 16 anos, mesmo acompanhados de seus responsáveis. Mais informações no site www.feiraminasparts.com.br.

Se você é cliente Check Car…

E aprovou nosso trabalho, aproveite para deixar um recadinho para os nossos futuros clientes. Ficamos muito felizes em receber suas mensagens!

Também exibimos nossas restaurações em uma galeria exclusiva, aproveite para conferir. Se seu carro foi restaurado pela Check Car, sempre há uma vaga a mais para ele. Basta enviar suas fotos no nosso showroom.

Um dos nossos trabalhos de restauração

Um dos nossos trabalhos de restauração

A Check Car está de cara nova!

E com a mesma tradição! A 1 ano de nosso 25º aniversário, estamos ainda mais motivados por oferecer com excelência nossa gama de serviços em mecânica e restauração automotiva.

Aproveite para conhecer um pouco mais sobre a gente:

Serviços

Ações ambientais

Parceiros

Também disponibilizamos um link para estipularmos um orçamento aqui. Estamos sempre de portas abertas para você!